SIM eu me Importo - PERU - Projeto

SIM eu me Importo - PERU - Projeto

Publicado em 28/02/2018

Compartilhe

A população peruana, estimada em 31 milhões, é de origem multiétnica com um alto grau de mestiçagem, incluindo ameríndios, europeus, africanos e asiáticos. O país é considerado uma nação em desenvolvimento com um nível de pobreza de 34%. O idioma oficial é principalmente o espanhol, ainda que um número significativo de peruanos fale quíchua e outras línguas nativas. A mistura de tradições culturais produziu uma diversidade de expressões nas artes, na culinária, na literatura e na música.

No censo de 2007, 81,3% da população com mais de 12 anos de idade, descreveu-se como católica, 12,5% como evangélicos, 3,3% de outras denominações e 2,9% como irreligiosos.

O governo peruano está intimamente ligado com a Igreja Católica. O artigo 50 da Constituição reconhece o papel da Igreja Católica como "um elemento importante no desenvolvimento histórico, cultural e moral da nação." O clero e leigos recebem remuneração do Estado, além dos estipêndios pagos a eles pela Igreja. Isto aplica-se aos 52 bispos do país, assim como a alguns padres cujos ministérios estão localizados em cidades e vilas ao longo das fronteiras. Além disso, cada diocese recebe um subsídio mensal institucional do governo. Um acordo assinado com o Vaticano em 1980 concede o estatuto especial para a Igreja Católica no Peru.

A Igreja Católica recebe o tratamento preferencial em matéria de educação, benefícios fiscais, de imigração de trabalhadores religiosos, e em outras áreas, em conformidade com o acordo. A lei exige que em todas as escolas, públicas e privadas, a educação religiosa seja parte do currículo de todo o processo de ensino (primário e secundário). O catolicismo é a única religião ensinada nas escolas públicas. Além disso, os símbolos religiosos católicos são encontrados em todos os edifícios governamentais e locais públicos.

E é neste contexto de grande idolatria e altos índices de alcoolismo que a ICPI, através da SIM, enviou a família do missionário Alexandre Bueno para plantarem uma ICPI lá.

Veja abaixo as primeiras impressões e experiências da família:

“Paz ICPI Brasil. Gostaria de apresentar um pouco do projeto da ICPI Peru. Este dia 16/02 completa um mês que chegamos ao Peru e temos convicção de que Deus fará grandes coisas nesta nação. Com um pouco de dificuldades pelo fato de sermos estrangeiros conseguimos alugar a casa. Compramos o principal para iniciar, o fogão, a geladeira, um colchão de solteiro para as duas meninas e um de casal para nós. Também compramos o essencial de utensílios para cozinhar: 3 panelas, 1 frigideira, copos, pratos, talheres. Nos falta mais um colchão, camas etc. Mas aos poucos vamos nos organizando. Estranhamos um pouco a água que é muito salgada e como não é tratada fervemos e deixamos descansar para que o sal baixe e descartamos. A grande maioria é católica praticante. Estamos tentando fazer amizades para conquistar a confiança. Iniciamos duas Casas de Paz e tem mais duas que vamos confirmar o início. Nossa meta é que através dessas Casas de Paz venham a aceitar a Jesus como Senhor e salvador e assim formar Grupos de Vida. E assim formar a igreja aqui. Matriculamos as crianças em escolas particulares porque não conseguimos vagas em escolas públicas. Uma das Casas de Paz é do Sr. Victor, que é advogado e vai nos ajudar com a documentação de permanência no país. A ICPI Peru hoje é um projeto, mas através de nosso esforço, sua oração e ofertas, seremos uma realidade, e você é parte desta história”. Missionária Eldelúcia Bueno.

Galeria de Imagens: